domingo, 7 de outubro de 2007

assim.

sorrisos, bagunças, matemáticas, físicas, químicas, gramáticas e histórias.
semaninha uó. ainda bem que já passou e amanhã já tem outra. é segunda. :D

"Fiz o que era mais urgente: uma prece. Rezo para achar o meu verdadeiro caminho. Mas descobri que não me entrego totalmente à prece, parece-me que sei que o verdadeiro caminho é com dor. Há uma lei secreta e para mim incompreensível: só através do sofrimento se encontra a felicidade. Tenho medo de mim pois sou sempre apta a poder sofrer. Se eu não me amar estarei perdida - porque ninguém me ama a ponto de ser eu, de me ser. Tenho que me querer para dar alguma coisa a mim. Tenho que valer alguma coisa? Oh protegei-me de mim mesma, que me persigo. Valho qualquer coisa em relação aos outros - mas em relação a mim, sou nada."

Porque a Clarice faz bem.


arremedos de palavras num arremedo de domingo II.

-

7 comentários:

*¢£@üD!NhA''' disse...

Tão valioso pra um final.

Boa semana; cuide-se!

;***

The Huntress disse...

Oi Mocinha...
Surpresa boa encontrar palavras da Clarice por aqui, fechando prazerosamente um Domingo, dia que representa início, mas que sempre remete o fim...
Por que será...
Talvez por ser doloroso o acabar do final de semana e o inciar de uma segunda-feira... mas ai está a Felicidade Clandestina, a dor promovendo felicidade... "Sofrer" uma semana inteira, só para se deliciar ao final dela...
Até a volta...até a próxima...até um dia...
Valeu!:)

Lucia disse...

Olha, novidades por aqui também...! Tava te devendo uma visita... Adorei o novo visual, e isso aqui anda movimentado hein!
Bom, tive que parar o curso mais uma vez (mas volto em março) então vou ter mais tempo pra me dedicar ao meu espaço, apareça mais por lá!
E vc, estudando muito? Animada com seu futuro curso de Arquitetura?! =))
Grande beijo e uma ótima semana!

.melancissa disse...

Clarice faz mtuuu bem, obrigada!
hehehe
Ela definitivamente me entenderia...rs
Valeu pela visitinha, passarei por aki sempre viu?!?!?!?
bejobejo

di-o-go disse...

nossa mãe!
ainda não havia lido esse texto da clarice. e não podia ser diferente: é muito bom!

peço uma licencinha pra usá-lo em algum espaço do meu orkut! =)
bons textos, bons pensamentos, de uma boa amelística.
beijos;

Dianety disse...

Ah, eu também.. Não encontrei ninguém que goste tanto de mim a ponto de me ser..

Nossa, a Clarice é tão perfeita, mas tão perfeita, que qualquer comentário parece desnecessário.

E obrigada pelo texto! ;)

Ramon de Alencar disse...

...´
-Clarice sempre me espanta. Tanto, que guardo um cuidado com suas palavras...