terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

neblina.

num arremedo de dia nublado, a gente vai juntando retalhos, olhando o céu e o vento fazendo festa dentro de casa.

-

16 comentários:

Divinius disse...

Gostei de ler:)

Gabriela. disse...

Ai o bom é qdo a gente guarda esse ventinho bom, e solta ele depois em dia de sol.
Ai, é uma festa, menina!

Anna Flávia disse...

desse jeito o vento já já traz o sol.
x)

e obrigada, viu?
'brigadão! *aperta*

e eu espero que a internet aqui volte ao normal na quinta-feira pra sexta eu já ver lost! xD

beijo

Fê Probst disse...

Tem presentinho pra ti lá no blog.

disse...

Olá, d. mocinha. Tbm tenho presentinhos pra ti. :)

E esse teu texto me fez imaginar um dia cinza. Aquele ventinho frio. O clima ameno e perfeito para ser um dia bom :)

langriss disse...

e se chover fica aquele clima perfeito pra ir tirar uma soneca :D

The Thinker disse...

Olá menina !
Como estás !
Tardes cheias, sei como é. Mas msm assim quero falar contigo nem q seja só um pouquinho no Domingo. ai depois tu estuda bastante,ok?!

Gostei muito de saber q vc estava sentido a mesma coisa q eu. E adorei de saber q vc pensa como eu em: e o céu faz sentido. As vezes escrevo escrevo olho para o céu e vejo o sentido do q tinha escrito. De onde veio a inspiração.... desses dias de céu gostoso.

Te adoro!

Belo Post de Neblina. Tb me sinto assim.

Bjao...

Força Sempre !!!!

Estude bastante mas tenha sempre um pouquinho de tempo para a diversão. Minha Arquiteta Predileta !

\o/

www.think.blig.com.br

lia. disse...

coisa bonita de ser ver.
o vento mexendo nuvens...

*:

L.S. Alves disse...

E isso é tão bom!

pseudo poeta disse...

simples e justo, como tudo deve ser, ainda aprendo a tratar as palavras de igual e deixar de superestimá-las :P

Liana disse...

olhaa,
que bom pra tirar uma sonequinha,
.
é bom; o sol, a chuva, o vento.. tudo é bom, é bom!

disse...

Meu lado bruxa ando aflorado. :) Eu já fui tudo nessa vida, menina, inclusive bruxa (de verdade). ;)

Pedro Gabriel disse...

eu adoro essa palavra "Neblina".

não n~ão..nao é uma música do placebo...é um poema meu chamado placebo apenas.

;-)

beijos

disse...

Precisas mesmo, menina. Cheguei à conclusão de que ninguém pode morrer antes de ler pelo menos 783 vezes esse livro. Ou seja, vamos viver mto. :)

Lúcia disse...

Ah, minha linda... no fim das contas é tudo o que a gente guarda de verdade nessa vida: lembranças... então, que sejam as melhores.

Por aqui os dias andam meio nublados também. E não tem nada melhor do que sair na noite e sentir o vento batendo e limpando tudo, limpando a alma, limpando o céu e mostrando que as estrelas e a lua crescente continuam lá... adoro dia de vento.

Beijo carinhoso e estalado!

Joyce Angélica disse...

� tudo t�o lindo aqui, sempre.