quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

retrato.

ruas de pedras, um fim de tarde triste e cadeiras de balanço.
o senhor barbudo e aquele outro, que já nem existe, com o rádio no ouvido, sentado na calçada.

-

7 comentários:

disse...

Éum belo e triste retrato. Gostei... Te vi na lista de indicadas da Lúcia ao "Uma mulher que faz pensar..." E vim conferir. Belo espaço.

Bjs,moça.

Lu (- . -)... disse...

Olá mocinha...
Adoro descrições e a fez de uma forma tão sutil... gostei...rss
Aliás, gostei do novo visual também... ficou mais claro!!!
Até a volta... até a próxima... até um dia...
Valeu!:)...

julio de castro disse...

simple e aberto. gostei.

'capitalistas', não.

Anna Flávia disse...

estariam, eles, esperando a banda passar?

beijo!

d. disse...

são palavras simples. que criam imagens simples. e isso é a melhor coisa que se tem. como tu consegue? tu consegue tão bem. injetar uma felicidade inquieta na alma.

ah, o Fito, tão lindo, tão tão bom de ouvir. ele é como uma manhã ensolarada e fresca.

beijos, beijos.

Lara disse...

certamente, um retrato em preto e branco, desses que levam a gente pra longe, bem longe...e, que retrato bonito!

Liana disse...

Retratos, meu vício.
Eu quero que meus tataranetinhos possuam o meu.(veja só: ao passado, mas no futuro.)
Eles possuirão, eu sei.
Uma velhinha, sentada numa cadeira "quase moderna", lendo e estalando os dedos..
Isso vai ficar bem no retrato?
eu vou testar...

e outra coisa, teu blog tá lindo assim.... visual'~ novo'~
bju,bju!